Nota 260 – Falecimento de Hector Babenco

“Lamento profundamente a perda de Hector Babenco, meu amigo pessoal e querido, grande cineasta brasileiro.

Nascido na Argentina, Hector dirigiu filmes clássicos da cinematografia nacional, como Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia, Pixote e Carandiru. Teve também uma bem sucedida carreira internacional, com filmes como Ironweed e o Beijo da Mulher Aranha, pelo qual foi indicado para o Oscar de melhor diretor.

Vale a pena que todos revejam, e apreciem, a obra de Babenco. Essa é a melhor homenagem que pode ser feita a um artista de seu talento e sensibilidade.”

José Serra
Ministro de Estado das Relações Exteriores

Veja Também

Nota 250 – Policiais mortos em Dallas

O Governo brasileiro manifesta sua solidariedade aos Estados Unidos da América e às famílias dos policiais covardemente assassinados quando, no cumprimento do dever, velavam pela segurança de manifestação pacífica contra…

Nota 187 – Nomeação da Embaixadora Patricia Espinosa (México) para o cargo de Secretária Executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC)

O governo brasileiro recebeu com satisfação a notícia da nomeação da Embaixadora Patricia Espinosa para o cargo de Secretária Executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC),…

Nota 209 – Concessão de “agrément” ao embaixador da República do Malawi

O governo brasileiro tem a satisfação de informar que concedeu agrément ao senhor Brian Granthen Bowler como embaixador extraordinário e plenipotenciário da República do Malawi no Brasil. O Brasil e…