Nota 260 – Falecimento de Hector Babenco

“Lamento profundamente a perda de Hector Babenco, meu amigo pessoal e querido, grande cineasta brasileiro.

Nascido na Argentina, Hector dirigiu filmes clássicos da cinematografia nacional, como Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia, Pixote e Carandiru. Teve também uma bem sucedida carreira internacional, com filmes como Ironweed e o Beijo da Mulher Aranha, pelo qual foi indicado para o Oscar de melhor diretor.

Vale a pena que todos revejam, e apreciem, a obra de Babenco. Essa é a melhor homenagem que pode ser feita a um artista de seu talento e sensibilidade.”

José Serra
Ministro de Estado das Relações Exteriores

Veja Também

Nota 244 – Atentados na Arábia Saudita

O governo brasileiro condena os atentados perpetrados ontem, 4 de julho, na Arábia Saudita, nas cidades de Jeddah, Medina e Qatif. A realização de atos nas proximidades da Mesquita do…

Nota 189 – Calendário de eventos entre 29 de maio e 4 de junho de 2016

2/MAI a 10/JUN – Genebra, Suíça. 68ª Sessão da Comissão de Direito Internacional. 17/MAI a 3/JUN – Genebra, Suíça. 72ª Sessão do Comitê dos Direitos da Criança. 23 a 28/MAI…

Nota 238 – Criação do cargo de perito independente da ONU sobre a proteção contra a violência baseada na orientação sexual

O governo brasileiro acolhe com satisfação a adoção, em 30 de junho, em Genebra, pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, de resolução que cria o cargo de perito…