Nota 260 – Falecimento de Hector Babenco

“Lamento profundamente a perda de Hector Babenco, meu amigo pessoal e querido, grande cineasta brasileiro.

Nascido na Argentina, Hector dirigiu filmes clássicos da cinematografia nacional, como Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia, Pixote e Carandiru. Teve também uma bem sucedida carreira internacional, com filmes como Ironweed e o Beijo da Mulher Aranha, pelo qual foi indicado para o Oscar de melhor diretor.

Vale a pena que todos revejam, e apreciem, a obra de Babenco. Essa é a melhor homenagem que pode ser feita a um artista de seu talento e sensibilidade.”

José Serra
Ministro de Estado das Relações Exteriores

Veja Também

Nota 229 – Tornado na China

O governo brasileiro tomou conhecimento, com consternação, do tornado que atingiu a província de Jiangsu, na República Popular da China, ontem, 23 de junho, que causou dezenas de mortes e…

Nota 222 – Seminário “Um Conselho de Segurança para o Século XXI: Desafios e Perspectivas”

Será realizado, em 23 de junho, na Sala San Tiago Dantas do Palácio Itamaraty, de 9h às 18h30, o Seminário internacional “Um Conselho de Segurança para o Século XXI: Desafios…

Nota 255 – Ataque na Venezuela

O governo brasileiro lamenta e condena o ataque ocorrido ontem contra uma das sedes da polícia do estado de Portuguesa, no centro-oeste da Venezuela, que deixou dezenas de feridos e…