Senadores apresentam moção de solidariedade ao povo armênio

Brasília – Os senadores José Serra e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) apresentaram nesta quinta-feira (21/05) requerimento de moção de solidariedade à população da Armênia pelo centenário do genocídio de mais de 1,5 milhão de armênios em 1915, pelo Império Turco-Otomano, durante a Primeira Guerra Mundial.

A intenção dos senadores paulistas é chamar a atenção do governo brasileiro para o reconhecimento deste triste fato da história mundial. “Nenhum genocídio deve ser esquecido para que não volte a acontecer. O reconhecimento é a grande reivindicação dos armênios do mundo inteiro”, disse José Serra. Na América do Sul, o genocídio armênio é reconhecido pela Argentina, Bolívia, Chile, Uruguai e Venezuela.

Serra afirma que a proposição tem por objetivo, também, homenagear os imigrantes armênios que vieram ao Brasil em estado de fuga, e que contribuíram na formação econômica, social e cultural do país. Estima-se que residam mais de 100 mil descendentes de armênios no Brasil, a maioria no estado de São Paulo.

Centenário – O extermínio da população armênia aconteceu em 24 de abril de 1915, durante a Primeira Guerra Mundial. Em dezenas de cidades do Império Turco-Otomano, onde conviviam pacificamente famílias de diferentes etnias, toda a população armênia masculina foi reunida à força e executada, e famílias inteiras foram amarradas e jogadas vivas nos rios. Parte da deportação da população feminina do país foi realizada em trens de carga destinados ao transporte de gado, onde a maioria das crianças, mulheres e idosas, morreram de inanição ou de doenças.

O Império Turco-Otomano alegou que as razões para o massacre foram principalmente a traição dos armênios, que teriam colaborado com o exército russo no início da guerra, a necessidade de uma limpeza racial para converter a Turquia, então multirracial, em uma nação turca, e o fato dos armênios serem mais educados e ricos do que o restante da população.

Confira o artigo de José Serra sobre o genocídio do povo armênio, publicado no jornal a Folha de S. Paulo, em 24/04/2009 aqui: LINK deste SITE

 

 

Veja Também

“O setor da Saúde é o que mais sofreu retrocessos na era petista”, diz Serra, responsável por transformações no setor durante governo FHC

Do PSDB Nacional O Dia Mundial da Saúde é celebrado nesta quinta-feira (7), mas o Brasil não tem muito o que comemorar. Ainda mais com o presente “amargo” que o…

Outra década perdida?

*JOSÉ SERRA, O Estado de S.Paulo 25 de abril de 2019 | 03h00 Tudo leva a crer que o ano de 2019 fechará mais uma “década perdida”, numa frustrante repetição…

Entrevista à Rádio Jovem Pan: Reforma Política

Ouça a entrevista que concedi à Rádio Jovem Pan no dia 11 de agosto. Nela, falo sobre o voto distrital misto e outros aspectos da reforma política: