Serra destinará mais de R$ 215 milhões em emendas para a Saúde de SP

Brasília – O senador José Serra (PSDB-SP) destinará mais de R$ 215 milhões em emendas orçamentárias de 2016 para garantir melhorias na Saúde de São Paulo. Os recursos financiarão o custeio de unidades de atendimento básico nos municípios e reformas e aparelhamento de hospitais, policlínicas e santas casas do estado.

“A busca por um atendimento de Saúde de qualidade é prioridade da minha vida pública”, afirma o senador.

O subfinanciamento da saúde no Brasil é crônico e tem se agravado nos últimos 12 anos. Segundo dados da secretaria da Saúde de São Paulo, somente no primeiro semestre deste ano, o governo federal deixou de enviar ao estado R$ 500 milhões, referentes a atendimentos de média e alta complexidade realizados nos hospitais e ambulatórios.

“A participação da União no financiamento da saúde não chega a 30%, onerando o governo do Estado e os municípios”, declara o senador.

“Serra presta um grande serviço à saúde de São Paulo, assim como fez quando era governador e quando foi ministro da Saúde, ao destinar emendas exclusivamente para fortalecer e ampliar a assistência oferecida pelo SUS à população”, diz o secretário da Saúde estadual, David Uip.

Mais saúde – O pacote de emendas apresentado por Serra tem duas origens: as emendas da bancada federal paulista (R$ 200 milhões); e as emendas do orçamento impositivo – ou emendas individuais – (R$ 15,3 milhões), que deverá ser obrigatoriamente executado pelo governo federal.

O presidente do Conselho Diretor do Instituto do Coração (InCor), Roberto Kalil Filho, afirma que a emenda (R$ 1,1 milhão) complementará o custeio do tratamento de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). “O recurso é fundamental para manter a qualidade dos atendimentos realizados no hospital, para tratamento clínico e cirúrgico de doenças cardíacas e do pulmão, em adultos e crianças de todo o Brasil”, declara. Fundado em 10 de janeiro de 1977, o InCor é líder brasileiro em transplante de coração e de pulmão e em cirurgias cardiopediátricas e neonatais.

“A emenda é uma sobrevida ao hospital e estimula a medicina de ponta e de alta tecnologia”, destaca o diretor do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Duarte Prata. Ele acrescenta que o compromisso de Serra com o hospital vem desde o ministério da Saúde, nos anos 1990. A instituição atende mais de seis mil pacientes pelo SUS diariamente.

Confira a lista das instituições que serão beneficiadas pelas emendas individuais:

Hospital de Câncer de Barretos – R$ 1 milhão

Centro Infantil de Investigações Hematológicas Boldrini – R$ 1 milhão

Instituto do Coração (Incor) – R$ 1,1 milhão

Instituto do Câncer de São Paulo – R$ 1 milhão

Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo – R$ 1 milhão

Santa Casa de Franca – R$ 1 milhão

Hospital das Clínicas (Unicamp) – R$ 1 milhão

Hospital do Rim e Hipertensão, Fundação Oswaldo Ramos – R$ 1 milhão

Hospital Cruz Azul – R$ 1,1 milhão

Santa Casa de Votuporanga – R$ 1 milhão

Rede Lucy Montoro – R$ 1,1 milhão

Fundação Amaral Carvalho – R$ 1 milhão

Veja Também

Isto É Dinheiro – “Vamos buscar resultados concretos e rápidos”

Isto É Dinheiro, 10 de junho de 2016 O ministro das Relações Exteriores José Serra está com pressa e trabalha para abrir novas frentes de negociações bilaterais para impulsionar as…

Audiência interativa discute novas regras para registro de medicamentos

Da Agência Senado O aumento na transparência e na agilidade do processo de registro de remédios, objetivo do PLS 727/2015, será tema de audiência pública da Comissão de Assuntos Sociais…

Menos gastos: Serra defende propaganda eleitoral restrita ao candidato e a câmera

Brasília – O senador José Serra (PSDB-SP) propôs cinco alterações na propaganda eleitoral no rádio e na TV, que ficaria restrita ao candidato e à câmera, sem a participação de…